05/08/2011

Evolução

É lenta e gradual. Se observada de perto, todos os dias, passa facilmente despercebida mas, se não pensarmos nela, surpreende-nos ao fim de algum tempo.
Vejam o meu caso... Eu tinha faltas de ar quando me passava pela cabeça que, em algum momento, alguém me teria desejado mal, amaldiçoado, odiado, apontado defeitos, pensado ou comentado o quão intratável sei ser. E andava permanentemente num frenesim de auto-aperfeiçoamento e adaptação... e tinha muitos ataques de asma.
Agora ouço que falam e comentam e coiso... O meu humor flutuante, as minhas mesquinhices egocêntricas, a minha pseudo-omnisciência... E não me ralo.
Porque, pela primeira vez, não questiono os meus impulsos e motivos, porque confio no meu poder e na minha Razão.
E sabe bem... Sabe infinitamente bem.
Eu sou "O Louco".
Impetuoso e imprudente. Irreflectido e perturbado. O que dança diante de olhos acusadores e cuja exuberância chega para camuflar a tristeza latente em tudo e anular bobos e carrascos.

3 comentários:

  1. You are in every word ;)

    Papoila

    ResponderEliminar
  2. É tão bom concluir que estamos a evoluir =)

    ResponderEliminar
  3. Papoilinha, yes I am....

    Fabi, yes it is...

    ResponderEliminar