16/07/2012

"Os Malaquias", de Andréa del Fuego

Chamou a atenção pelo facto de ter vencido o prémio Literário José Saramago, à semelhança de José Luís Peixoto, Adriana Lisboa e João Tordo...
E gostei da sinopse também:

Serra Morena, Brasil rural. A casa dos Malaquias é atingida por um raio. Sobrevivem três irmãos. Nico é criado junto ao poderoso fazendeiro do Rio Claro, Julia é adotada por uma rica mulher árabe, ao passo que Antônio, o anão da família, se mantém junto às freiras no colégio. Num registo poético e cru, a escritora paulista faz-nos seguir o percurso de cada um dos irmãos, a sua tragédia sem lágrimas e a força interior com que enfrentam o destino. Um romance baseado na sua própria família que, atravessando três gerações, se alongou por sete anos até ser terminado.

É um romance pouco usual... Fez-me lembrar um pouco o estilo de Mia Couto, pelo tom cantado dos gerúndios e pelas situações pouco verosímeis... mas possíveis, ainda assim.
É delicioso de se ler no Verão, com descontracção. Só tem cerca de 250 páginas, o entrelinhas é enorme, o tamanho da letra generoso, os capítulos curtos... Dá prazer o próprio acto de ler, mais do que a própria história. É cru, é misterioso, é fantasia, é tanto que fica por dizer e conhecer.
É uma história do Brasil pobre e atrasado, das Fazendas, das crendices, dos três irmão que sobreviveram a um raio, mas que nunca conhecem até que ponto a sua vida nunca passou daí.

8 comentários:

  1. Agora fiquei com vontade de ler isto. Mais um para a longa lista. Pensas que eu não tenho mais nada que fazer?

    ResponderEliminar
  2. Parece interessante, mas para já não vou comprar mais livros... com tantos à espera de vez na estante! :)

    ResponderEliminar
  3. Desço do meu pedestal e faço te uma vénia!
    Gostei daqui...

    ResponderEliminar
  4. El Matador, uma ou duas páginas por dia, e essa lista haveria de encurtar num instante... =)

    Teté, isso é correcto. Comprar livros quando ainda se tem alguns em lista de espera não se faz nem às pessoas, quanto mais aos livros! =)

    Mim, obrigada! Sê bem-vinda!

    ResponderEliminar
  5. Briseia quem me dera voltar à leitura mas presentemente é impossível. Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Brown Eyes, os livros não fogem! quando puderes, eles lá estarão... =)

    ResponderEliminar
  7. Na minha opinião este livro é muito mais do que "uma história do Brasil pobre".
    Sinceramente, estou curioso para conhecer outros livros desta autora.
    Deixo aqui um link com a sugestão que fiz da obra:
    http://sugestaodeleitura.blogspot.pt/search/label/Os%20Malaquias

    ResponderEliminar
  8. Obrigada pela partilha, Tiago.. vou espreitar!

    ResponderEliminar