03/12/2012

Adivinha o que é...

É das coisas melhores do mundo. Das mais naturais e espontâneas.
É inata. E o que é inato é, normalmente, além de bom, necessário também. Que não haja tabus. Travo há anos uma luta morna mas persistente contra a destruição deste tabu. É necessário. É libertador. É uma necessidade, uma inevitabilidade, às vezes.
É um sinal que o nosso corpo se tornou pequeno para conter aquilo a que o forçaram. É um sinal de que o medidor de pressão interno está no nível vermelho, o que indica "PERIGO" e, ao cedermos ao impulso irresistível, vamos fazer esse alarme parar de tocar e folgar um bocadinho.
É um momento muito nosso, de cada um, em que nos concentramos no ritmo da nossa respiração, para não sufocarmos, em que não conseguimos falar... que maravilhosa a certeza de que não nos serão exigidas palavras enquanto dura!
Quando termina é como se uma maré muito cheia vazasse, finalmente. Surpreende-nos a acalmia que se propaga por todo o corpo depois da grande convulsão.

Chorar.

Apercebo-me que, ao lerem o que escrevi, é compreensível que as vossas mentes tenham vagueado por alternativas muito diferentes... Juro solenemente que não escrevi de forma a alimentar essa ambiguidade e paralelismo. Não é interessante, como as coisas são??

10 comentários:

  1. rs...Muito legal o jeito que escreveste e, realmente chorar faz bem quando precisamos colocar pra fora...beijos,chica

    ResponderEliminar
  2. Não diria que é das melhores coisas do mundo, embora desabafar pelo choro faça bem a toda a gente. De vez em quando, claro! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Teté, é só muito de vez em quando, mesmo... =)

      Eliminar
  3. Sim, chorar às vezes faz muito bem!
    Como sempre que libertamos as nossas emoções.
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não conheço muitas outras formas de as libertar, Teresa... daí ceder facilmente a esta...

      Eliminar
  4. Bem como falaste em tabu a minha mente vagueou pelo orgasmo mas se tu dizes que estavas a referir-te ao choro, acredito. Não tenho problemas em chorar e o meu problema actual é até o contrário, não choro. Fico com dor de cabeça, dor de estômago mas as lágrimas dificilmente caem.
    Muito bem escrito, enganaste-me.:) Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Brown Eyes, eu fui-me apercebendo, à medida que ia escrevendo, que a coisa era meio ambígua. Mas, repito, não foi intencional. =)

      Eliminar
  5. Já passei por momentos em que precisava de chorar e não rolava uma lágrima, e se para qualquer pessoa julgo que isso é angustiante, para mim que sou de riso e choro fácil foi mais do que angustiante.

    Chorar é como que uma ligação do corpo com a alma e faz bem sim quando é para extravasar emoções :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Chorar, não parecendo. tm muito que se lhe diga... um beijinho

      Eliminar