02/02/2013

Ainda os sonhos...

Esta noite, eu dei um abraço. Eu (quase) nunca dou abraços... Mas, esta noite, a ideia de um abraço surgiu, assim muito espontaneamente. Então levantei os braços e vi, pelo canto do olho, que os dele também se erguiam mas, no último momento, eu hesitei. Então fiquei parada, de braços no ar, sem o olhar nos olhos, a ponderar no propósito de tudo aquilo. Ele também não se mexeu, deve ter visto ou adivinhado a minha hesitação.
E, depois, sem a minha vontade o ditar, tão lentamente que nem percebi quando aconteceu, dei por mim abraçada a ele, como um polvo, a envolvê-lo. E, no momento em que seria normal desfazer o abraço, hesitei novamente, pois não via nenhuma razão para o fazer. Ainda não tinha acabado. Fiquei ali, alapada, a pensar mil e uma coisas, sobre tudo e sobre coisa nenhuma, enquanto o sol caía e o mundo girava... e eu ali à espera de um motivo para me separar dele.
 
Este foi um sonho bom...

8 comentários:

  1. Pois que tenha, então, muitos sonhos assim bons!

    E, se não se importa, aqui deixo o meu abraço com voto de excelente domingo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que não importo, São! =) uma boa semana!

      Eliminar
  2. Experimenta sem ser em sonhos, e vais ver que não custa nada. Além que sabe tão bem... se for dado a alguém que ames! (no sentido lato do termo, de familiares e amigos verdadeiros, ao special one, e não me estou a referir ao Mourinho...) :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Teté, obrigada pelo lindo comentário... =)

      Eliminar
  3. Pelo menos no sonho realizaste o teu desejo mas nem por isso deixaste de pensar. Apetece-te? Faz, senão passarás a vida a pensar como seria se o tivesses feito. Vale mais arrependeres-te do que fizeste do que ficares na dúvida toda a vida. Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Ahhhhhhhh abraçar até bom! Sou completamente polvo no que toca aos abraços, é das manifestações de carinho e afecto que mais gosto, e mesmo que por vezes diga em tom de desdém sarcástico que não preciso deles, isso não é verdade, preciso e preciso muito, arrependo-me de abraços que não dei, não me arrependo de nenhum que tenha dado!

    Um abraço*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada! não percas esse hábito. =) beijinho

      Eliminar