06/02/2013

tic-tac

 
Tic-tac, faz o relógio, tic-tac... e eu vou em pontas de pés, executando o meu bailado, tentando respeitar o ritmo... Tic-tac, tic-tac...
Sou sonhadora todos os dias. Nuns mais do que outros. Não exijo música. Basta o toque cadenciado das horas e eu vou saltitando e rodopiando, e bato palmas e rio sozinha. Tenho música nos ouvidos, música que me diz que tenho graça, que sou linda, que faço o tempo correr, que tudo o que vem de mim é maravilhoso... Então danço e tento não perder o equilíbrio. Não me aplaudam, não me distraiam nem me assustem nem me perturbem; cantem, só. Cantem baixinho a música que ouço, a que diz que tenho graça, que sou linda, que faço o tempo correr, que tudo o que vem de mim é maravilhoso. Cantem, que eu continuarei a dançar.

8 comentários:

  1. Continua a dançar! Mas não vou cantar porque - embora também bata um coração no peito das desafinadas - isso só iria perturbar a tua dança... :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Teté, de certeza que o teu desafino é maravilhoso! =)

      Eliminar
  2. Este post fez-me lembrar a personagem de um livro que ando a ler: À procura de Sana, do Richard Zimmler. Se leu, percebe porquê, se não leu, eu explicarei um destes dias lá no Crónicas On the rocks.
    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vou ficar à espera, então, para perceber... =) um beijinho

      Eliminar
  3. Vou cantando enquanto tu danças:
    Tens graça, és linda, fazes o tempo correr, tudo o que vem de ti é maravilhoso, tens graça, és linda.....

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Dança e dança, eu fico a cantarolar baixinho e serenamente para não te perturbar :)

    ResponderEliminar