23/10/2012

Ontem ouvi...



"És um amor.
Estão a bater-te e tu pensas que é a brincar..."
vindo de uma voz leve, séria e acariciadora.

Hesitei.
Depois ri.
Depois, mais tarde, pensei no assunto.
Fiquei incomodada. ISTO É UM ABR'OLHOS!

Hoje voltei a pensar no assunto.
Olhei bem nos olhos da pessoa que me falou assim.
...e decidi reconciliar-me comigo.
Não é ideal. Mas é o que se arranja.




10 comentários:

  1. É bom "ouvir" vozes que nos ajudam à reconciliação connosco

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Às vezes até é bom ouvir as que nos pisam os calos ou põe o dedo na ferida... Há momentos para tudo...

      Eliminar
  2. Palavras que nos fazem parar e pensar... Trazem sempre algo de novo e, não raras vezes, têm o poder da mudança, inclusive em nós próprios...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Helena, são umas metediças, as palavras... =)

      Eliminar
  3. E não é o mais importante, reconciliarmo-nos com o nosso próprio eu? :)

    De qualquer forma, alertas desses ajudam-nos a abrir os olhos, que por vezes não querem ver... ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Teté, é o mais importante, definitivamente. =) um beijinho

      Eliminar
  4. Há coisas que não interessa perceber. Viver a vida a rir dá saúde e acaba com verdades que para pouco servem. Abre os olhos mas nunca deixes de rir. Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Brown Eyes, no geral, na maior parte dos dias, esse é o espírito... embora às vezes o oposto tivesse a sua utilidade... Mas caras carrancudas já há muitas. Eu opto quase sempre pelo sorriso. =) beijinho

      Eliminar
  5. Podes não achar o ideal, mas eu acho fundamental reconciliarmos-nos com nós próprios.

    Embora eu não seja grande exemplo, não te permitas esconder atrás de brincadeira que alguém "te bata" (este conselho também serve para mim, não sou ninguém para julgar nem sou boa de conselhos, mas achei importante dizê-lo).

    Um beijo grande*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Poppy, a teoria eu já a sei toda. Já tive quem ma cantasse, quem ma gritasse e já me tive a mim mesma a mentalizar-me disso. Difícil é passar para a prática... Então, enquanto isso não se arranja, vou-me perdoando as minhas burrices e cegueiras... =)

      Eliminar